terça-feira, 30 de agosto de 2011

Psicologia da Frieza!

Olá a todos. Bom Dia!
Hoje venho contar a vocês um fato bem desagradável que me aconteceu ontem, que logo fará com que você entenda o titulo do post.
Bem, não sei se vocês lembram mais estávamos esperando o resultado da ultima ressonância que a Ana Helena fez lá em Ribeirão Preto no HC onde ela nasceu e faz todo acompanhamento. O resultado já tinha sido comentado pelos médicos lá, e eles disseram que estava tudo bem pois tudo estava dentro do esperado, ela ate teve alta do neuro cirurgião!
Quando o resultado chegou pelo correio aqui em casa fomos pesquisar os diagnósticos, lá constava que Ana Helena tem agenesia do Corpo Caloso, o que é isso? Agenesia de corpo caloso (ACC) é uma má formação congênita que se caracteriza pela ausência (agenesia) do corpo caloso, normalmente desenvolve-se entre a décima segunda e a vigésima semana de gestação. Ele faz a ligação e a comunicação entre os dois hemisférios cerebrais, e sua ausência pode ser assintomática ao longo da vida de um ser humano ou apresentar sintomas como epilepsia e atraso no desenvolvimento psicomotor (DNPM). Acomete de uma a três crianças a cada mil nascimentos. É comum que a agenesia de corpo caloso esteja associada a síndromes e outras malformações. Extraido de: Wilkipedia
Depois de toda pesquisa, e conversas com o fisioterapeuta, esta tudo esclarecido.
Foi então que logo ontem no primeiro dia de aula da Faculdade, apos os dias de Festa aqui em Barretos, a professora de Psicologia falando do desenvolvimento do cérebro, eis que começa a falar do corpo caloso, prestei atenção, e tudo oque ela dizia eu ja sabia devido a pesquisa. No fim da aula fui conversar com ela, pra saber se ela já tinha lido algo sobre crianças que tem ausência do corpo caloso, ela disse que sim, e que é muito complicado e antes que ela terminasse eu já disse estou te perguntando pois minha filha teve esses diagnostico. E ela começou a dizer coisas absurdas, do tipo que seria muito complicado, que a Ana Helena não teria varias reações normais pois o corpo caloso armazena todo o histórico os gens e tudo mais, eu disse é ela realmente não tem muitas reações normais, pois ela não enxerga e não esculta bem, ela disse aé??? E logo soltou, mais você sabe que ela ficara muito cansada para fazer as coisas, e ela terá pouco tempo de vida, já te falaram isso não????  Eu fiquei sem reação só consegui balançar a cabeça dizendo que não, e disse: Isso só Deus que pode dizer! E sai, com o choro intalado na garganta. Quando cheguei no carro desabei, nossa que absurdo como uma Psicologa diz tão friamente para uma mãe que sua filha tem pouco tempo de vida??? Quem é ela para dizer isso?? Ela Não é medica e muito menos neurologista, ela deve conhecer o básico da formação de um cérebro!! Isso se souber.
Fiquei inconformada, mesmo sabendo que isso não é verdade que a falta do corpo caloso não tem nada a ver com o tempo de vida da minha filha, fiquei muito triste de ouvir isso de uma pessoa.
Mais sei que é bem por ai, o mundo este cercado de pessoas desinformadas, frias, que estão sempre preparadas pra fazer mal ao outro, mesmo sem querer ou querendo??? Onde está Deus neste tipo de pessoa é difícil de enxergar!!!!
Tenho fé e sei que isto move montanhas, Deus permitiu que minha filha viesse ao mundo assim, linda cheia de vida, feliz, e ela é um MILAGRE! E isso é o maior presente que uma mãe pode ter!
Obrigado por lerem meu desabafo, e desculpem, mas não podia ter guardado isso!


13 comentários:

Anônimo disse...

Olá Bruna! Achei seu blog tem pouco tempo...Sou mãe de uma princesinha mto especial tbm, a Maria Eduarda...Resolvi comentar pois sei bem o q vc sentiu. Nossa, qtos absurdos eu já ouvi ao longo desses 2 anos, qto já chorei por atitudes e palavras de outras pessoas...Mas saiba que é o q vc disse msm...Deus está no comando de tudo! Sua filha é sim um milagre! E Deus continua agindo na vidinha dela, a cada progresso, a cada coisinha nova que ela aprende...Td isso faz parte da promessa Dele pra sua vida e pra vida da Princesa Ana Helena!
Temos que ser mães mto sábias para "filtrar" o que nos dizem, guardar o que for bom, e deletar o que não presta...
Deus continue abençoando vcs!
Estarei sempre passando por aqui...
Se quiser manter contato eu irei adorar...
Meu e-mail é: mbia_nunes@hotmail.com
Beeijos..
Juliana e Maduh

Anônimo disse...

Querida Bruna,

Infelizmente existem muitos profissionais da saúde que tentam se colocar no lugar de Deus e acham que podem ficar dando opiniões pessoais sobre assuntos em que a medicina não tem ainda todo o conhecimento. Fico também me questionando que tipo de ciência é essa, uma psicóloga que nunca viu sua filha e pouco sabe sobre o seu diagnóstico já vai dando um prognóstico tão pessimista. Nossa Vitória também recebeu muitos prognósticos terríveis, já foi sentenciada de morte inúmeras vezes e está firme e forte até hoje! Talvez muitos dos que disseram que seria melhor interromper sua gravidez pois ela ia morrer logo que nascesse venham a falecer antes da Vitória! Na verdade ninguém sabe se estará vivo no dia de amanhã!
Estas pessoas agem com tanta frieza porque não fazem ideia da grande alegria que nossas filhas nos trazem e do tesouro raro e precioso que suas vidas são!
Sua Ana Helena é linda, que Deus a abençoe com muitos e muitos anos de vida com muita alegria!
beijos
Joana

Claudia Katalyne disse...

Querida,

O único que devemos confar é em Deus. Ele é o médico dos médicos. Não desanime, Deus é contigo. Creia em um Deus de milagres. Ñunca deixe que pessoas como esta faça você desistir de lutar e de acreditar em Deus.

Com carinho Claudia Tavares

blog: marianatesouro.blogspot.com

sonia_blogger disse...

Bru mais do que essa maluca que se diz psicologa nos sabemos que a cada dificuldade Deus esta presente, e sua sabedoria de mãe amorosa e preocupada com sua filha esta adiante dessas palavaras horriveis desse diagnostico equivocado dessa professora ,esse desabafo e e de revolta e sabedoria , pois sua fe e seu amor são maiores que qualquer palavra que machuque e você sabe que Deus e pai , e em todos esses momentos esta presente para te fazer ver que tudo pode ser diferente beijos meu amor da Bisa

Anônimo disse...

Oiee Pretinha da tia.
Eu não sei o que faria no teu lugar, sei que vc é muito sábia e soube com certeza ter discernimento para filtrar o que foi dito pela PROFESSORA coisa que ela mesma não teve.
O ser humano tem mesmo essa necessidade de comentar coisa que não sabe a respeito só para mostrar que sabe, ela é psicologa formada e pelo jeito sabe menos do assunto que você, ela não soube ter humildade para demonstrar que ela sabia menos que vc na situação né, mas isso muitas professoras fazem até com os alunos as crianças demonstram ser um SER que tudo sabe, e sabe mais do que os alunos.
Bru Deus as vezes coloca provações na nossa vida para que possamos aprender a ultrapassar os obstáculos, vc provou a ele que vc tem sabedoria pois apesar de tudo o que ela disse vc não perdeu tua razão, coisa que mtas mães no teu lugar poderiam ter feito, e também vc teve o exemplo ruim de uma professora que se demonstrou erroneamente melhor e mais "inteligente" que a aluna, leve esse aprendizado com vc e nunca faça isso com os teus alunos, sejam eles crianças ou mesmo adultos.
Outra coisa, Deus mostrara a essa pessoa que a vida não esta nas mãos do ser humano e sim dele, e é ELE quem vai dizer o tempo de vida de cada um de nós.
E a Ana é maravilhosa, da a nossa família muita alegria e quem sabe a Ana um dia cruze os caminhos dessa professora e ajude ela em algo.
Emfim parabéns pela sua atitude sei que é dificil absorver certas coisas mas vc fez com mta sabedoria e DEUS esta vendo.
Um Beijooooo na Ana na mãe da ana, na vó da Ana.
Tia Calol.

Mari disse...

Cara Bruna

Sua filha é simplesmente uma princesinha linda , nem vou comentar nada , pois todas as opiniões que deram ai assino embaixo , Sua professora não entende nada , mas ha pessoas maldosas que ficam felizes em nos deixar para baixo , e vc esta certissima faz muito bem de desabafar e botar tudo isso pra fora , contar com os amigos sempre que precisar, confia em Deus, pois sua filha é maravilhosa bjos

Marilene

MARCIA disse...

Bruh
Fiquei muito triste quando vc me contou, vc é uma menina muito forte e saiba de uma coisa Deus esta coontigo sempre, dando a força que voce precisa, esse tipo de pessoa é horrivel de lhe dar pessoas que acham que sabe demais e acabam se tornando tolas e ignorantes, professora e psicologa ela nao tem nda disso acho que ela esta nas duas areas errada...
QUE DEUS ILUMINE SEMPRE SEUS PASSOS E LHE CONFORTO NESSAS HORAS QUE ELE SEMPRE SEMPRE LHE ABRACE E TE DA AS PALAVRAS CERTAS PARA VOCE.
SAIBA QUE DEUS ESTA NO COMANDO EM SUA VIDA...DE SUA AMIGA MARCIA QUE TE AMA E TE ADORA ADMIRO SEMPRE VOCE...ESTAREI AQUI PARA O QUE DER E VIER PODE CONTA COMIGO.

Roberta disse...

Oi Bruna, meu nome é Roberta e sou mãe do João Pedro que tem 8 anos e tem PC, meu João Pedro tb apareceu no exame Agenesia de corpo caloso, João é uma crianças feliz, entende tudo. Vc ainda tem sua filha pequena e ainda vai ouvir muitas besteiras como dessa psico, eu ja ouvi muitas, mas DEUS é o maior e só ele sabe das coisas, no ano passado fui fazer uma ressonancia diagnóstica no João e a neuro me pediu pra fazer em Florianópolis com um medico que é especialista em cerebro e em diagnóstico e nesse exame descobrimos que ele tem sim o corpo caloso, só que bem mais fino do que de uma pessoa normal. Então não se preocupe com tudo que te falam, pois até os exames as vezes podem estar errados.
Sua filha é uma princesa, lindaaaaaaaa
Bjs e fiquem com Deus

http://joaopedropc.blogspot.com/

Grilinha disse...

Esqueça o que lhe dzem...olhe para a sua filha e inspire-se.
Ela será tudo o que precisa.

Vai correr tudo bem. Amor nunca vai faltar. Deus vai-lhe sorrir sempre. Beijos grandes.

Natália Felizardo disse...

Olá Bruna...
minha filha ja tem onze anos, e segue muito bem obrigado.. cheia de saude, a unica coisa que posso concordar é com o cansaço para fazer as coisas... fora isso... é esperta, entende de tudo, faz pirraça e não tem nenhum sindrome associada... nunca teve convulções ou qualquer outro mal do tipo... a idade mental não condiz com a cronologica, mas isso só faz diferença na escola, pois ela é fraca na alfabetização... ( pois tenho poucos recursos para ajuda-la).

Lembro sempre do que as psicologas do primeiro tratamento dela me disseram: "Espere sempre mais da sua filha, assim vc poderá motiva-la para superar as expectativas"

Pela foto, sua bebê não tem a flacidez muscular que a minha teve... Minha menina somente se sentou com 1,6meses e andou com 2,6m. Ela fez fisioterapia durante os primeiros 3a6m de vida. com fono, psic, teo e fisio, agora faz atividades fisicas normais, mas com as dificuldades dela, pois é mais lenta pra tudo... fica cansada facil, mas isso também esta associado a obessidade dela... que esta acima do peso...

já falei demais... rsrs
bjs pra ti e para sua bebê...

Anônimo disse...

Eu sou estudante de psicologia.
Por acaso encontrei seu blog.
Não fique triste com essa tal 'professora'...
Ela só disse aquilo porque não tem nada de bom dentro dela para compartilhar.

Todos nós sabemos da luta que muitas mães vivencia dia após dia com seus filhos muito mais que especiais.
Mas claro,não são todas as pessoas alheias a essa dificuldade que conseguem compreender que vc é uma mãe feliz, lutadora e muito digna de ser chamada de mãe.

Eu sou uma pessoa super derretida, logo no começo eu já estava me segurando para não chorar..
Mas eu vou optar a sorrir, pois a sua menina é linda!

Vou estar sempre por aqui, lendo e acompanhando a sua história Ana Helena, que me surpreendeu e me fez reforçar ainda mais que a vida é maravilhosa quando se tem Deus.
Bjs.

Daiane SP/ CAPITAL.

Alessandra Rigazzo disse...

Olá!
Pena que várias dessas situações ocorrem quando estamos fragilizadas, pois com o passar do tempo, ficamos mais fortes e tenho certeza que se por acaso mais alguém agir dessa forma grosseira e sem respaldo científico com você, essa pessoa irá se arrepender.
Sou Alessandra, mãe do JM, diagnosticado com ACC.
Bjo
aquesabeavida.blogspot.com.br

Sil Azevedo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.